Helen KELLER

 

 

 
 
 
"Eu, que sou cega, posso dar uma sugestão aos que vêem – um conselho àqueles que deveriam fazer completo uso do dom da vista: servi-vos dos vossos olhos como se amanhã fosseis cegar.
O mesmo princípio é válido para os restantes sentidos.
Ouvi a música das vozes, o canto de uma ave, os poderosos acordes de uma orquestra, como se fosseis vítimas de surdez.
Tocai em tudo o que desejais tocar, como se amanhã viésseis a ficar privados da faculdade do tacto.
Aspirai o perfume das flores, saboreai com deleite os vossos alimentos, como se amanhã perdesseis o olfacto e o paladar.”
 
 

HELEN KELLER (1880/1968)

É, sem dúvida, a mais conhecida e um dos mais extraordinários exemplos de coragem e força de vontade. Com a inestimável ajuda da sua incansável professora Anne Sullivan, mostrou ao mundo as imensas possibilidades do ser humano. Helen Keller nasceu no Alabama – Estados Unidos. Perdeu a visão e a audição quando tinha 1 ano e meio de idade, em consequência, provavelmente, da Escarlatina.
Anne Sullivan, indicada por Alexandre Grahan Bell – amigo da família – para educar a pequena Helen, iniciou o seu trabalho tentando estabelecer a comunicação com a criança ao relacionar os objectos às palavras através da soletração do alfabeto manual. Helen, que nessa ocasião não tinha completado ainda os 7 anos, aprendeu, assim, a soletrar, com o uso das mãos, várias palavras, embora nenhum indício levasse a crer que a criança tivesse consciência do significado das mesmas. Foi quando Anne Sullivan colocou as mãos de Helen Keller sob a água que era bombeada do poço e soletrou a palavra "água", com o alfabeto manual, que os sinais atingiram sua mente com um significado claro. Ao fim daquele dia, Helen já estabelecera a relação de 3 dezenas de palavras com os objetos do mundo ao seu redor. Logo ela aprendeu os alfabetos braille e manual e, aos 10 anos, iniciou a aprendizagem da fala.
A partir de então, com a ajuda de Anne Sullivan, não mais parou a sua escalada em busca de novos conhecimentos. Assim, aos 24 anos recebeu o seu diploma de Filosofia na Universidade Radcliffe e, continuando sua trajectória, fez jus, ao longo de sua vida, a inúmeros títulos, homenagens e diplomas honorários em reconhecimento pelo seu trabalho em prol do bem estar das pessoas cegas e surdas-cegas e, sobretudo, pelo exemplo vivo das imensas e ricas possibilidades do potencial humano.
Entre 1946 e 1957, Helen Keller visitou 35 países, onde esteve em diversas entidades públicas e particulares, realizou palestras, participou de conferências e mesas-redondas, foi entrevistada e recebeu homenagens. No dia de sua morte, o Senador Lister Hill, do Alabama, assim se expressou:
"Seu espírito perdurará enquanto o homem puder ler e histórias puderem ser contadas sobre a mulher que mostrou ao mundo que não existem limitações para a coragem e a fé".

" As coisas melhores e mais belas do Mundo
não podem ser vistas nem tocadas.
Elas têm que ser sentidas com o coração."
Helen Keller
 

    

A importância dos sentidos, sempre valorizados ao maximo por Helen Keller.

Bens tão valiosos a que nos esquecemos de dar, o devido, valor…

Termos o privilégio de ver, ouvir e sentir a NATUREZA no seu esplendor é, de facto, maravilhoso!…

 

8 thoughts on “Helen KELLER

  1. A saudade me trouxe até aqui…graças à ela…pude reencontrar-te com tantas belezas…Escritos…musicas e saberes !!!Parabéns!!!Continuas a PRINCESA de sempre !!!!Mil beijos e bom final de semana !!!

  2. Boa noite Mari, Como é bonito, receber agrados, flores e floreados; É, simpático, alegre, agradável; contudo, será que, Todas essas benesses nos trazem… Ou melhor, Nos fazem sentir mais úteis? Mais preponderantes, Nesta Sociedade sempre em mudança…É, bonito, Alimenta o Ego; porém, o vazio continua; as respostas Tardam em chegar e, fundamentalmente, a nossa Inquietude… Prosegue, a um ritmo atroz que, muitas Das vezes não encontramos as respostas de que a Nossa consciência carece. " olá minha linda" – bonito, Mas completamente desprovido de sentimento – acho, Que as pessoas deveriam ser mais "críticas" e tentar Explicar o porquê das suas intervenções… Assim, Exaltar-se-ia a Essência…Não o supérfluo! Abraço! Apolinário

  3. Boa noite Mari, Um exemplo a seguir, neste Mundo, cada vez mais Globalizado, onde as Pessoas têm uma dificuldade Tremenda para encontrar seu lugar numa Sociedade Completamente insensível aos problemas alheios… A Solidariedade, a Fraternidade e o Amor ao próximo: "Foi chão que já deu uvas" as pessoas tornaram-se Egocêntricas e metódicas; a sua preocupação maior: É, aquela que se exerce no reduto da sua prole! Abraço! Apolinário

  4. bom dia minha querida amiga,é sempre tão agradável quando passas no meu cantinhodeixas um perfume muito original …como tu és tambémquanto ao teu textovi em filme há muitos anos a história da Helen Keller e fiquei impressionadacom o que alguns conseguem fazer com o pouco que lhes é dadoe outros com tanto nada fazemuma semana maravilhosa minha queridabeijocas doces

  5. Minha querida,Helen Keller é de facto uma personalidade que merece ser homenageadaE nesta entrada fizeste-o muito bem …!Boa semana !Beijinhosssssss

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s